Miss Acre se defende por usar cota de deficiente para cursar Medicina

🕵 Clesio Boeira 📁 Revista 🕒 2020-02-14 01:53:32

A miss Acre, Hyalina Lins Farias, de 21 anos, está muito feliz. Foi convocada em segunda chamada para cursar Medicina na Universidade Federal do Acre, depois de ter optado pela cota reservada a candidatos com deficiência e renda inferior a 1,5 salário mínimo.

Hyalina contou ao UOL que foi diagnosticada com miopia - e que a baixa visão evoluiu, tendo que usar atualmente lentes com 20 graus. A modelo também disse que está desempregada e mora (em Rio Branco) com o pai, um profissional autônomo, a madrasta e três irmãos menores.

Usuários das redes sociais duvidaram da modelo e visitaram seu Instagram. Hyalina aparece de óculos em poucas fotos e, em outras, em viagens incomuns para quem ganha menos do que 1,5 salário. A última foi para Búzios, no Rio de Janeiro. 

Hyalina se defendeu, dizendo que usa lentes de contato e que as viagem foram bancadas pelo namorado, um médico. "As pessoas precisam ter mais empatia antes de sair por aí julgando. Nenhum namorado vai apagar meu passado", concluiu Hyalina.

Fonte: UOL

Imagem: Montagem/Instagram/Hyalina



Leia também

Terminam na sexta-feira inscrições para olimpíada de matemática

Comitê Paralímpico do Brasil cancela evento internacional em São Paulo

Comitê Paralímpico do Brasil cancela evento internacional em São Paulo

Wrestling: brasileiras conquistam mais duas vagas para Tóquio 2020

Pesquisa diz que pessoa com deficiência sofre preconceito no trabalho

Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 12,5 milhões

Foto histórica da Terra completa 30 anos

Grécia oferece bônus para aumentar taxa de natalidade

Deixe seu comentário

Todos os direitos reservados, sendo proibida a reprodução por qualquer meio © Clesio.Net 2020